História do crochê – uma linha do tempo

1812 — Um livro é publicado chamado The Memoirs of a Highland Lady por
Elizabeth Grant. Em sua escrita, ela fala sobre o “tricot de pastor”, hoje conhecido
essencialmente como crochê em ponto baixíssimo. O tricô de pastores era e
ainda é uma versão do crochê.
1823 – O primeiro padrão de crochê é publicado em uma revista holandesa
chamada Penélope, com instruções para bolsas.
1835 – Os primeiros padrões para bolsas de crochê foram publicados na
Alemanha e na Holanda em revistas. A essa altura, os padrões introduziram mais
dois pontos para criar uma variação nos desenhos de crochê simples e duplo.
1844 – Inventa-se o processo de mercerização. Este é um processo agregado à
fabricação do algodão para fortalecê-lo e torná-lo mais durável. Isso significa que
fica muito mais fácil fazer crochê e se torna uma fibra de escolha mais popular.
1846 – No Reino Unido, revistas publicaram padrões para fazer rendas de agulha
espanholas. O método de fazer crochê também mudou. Em vez de trabalhar
apenas no laço de trás e o fio cortado no final de cada linha. Mostra trabalhando
ambos, e as carreiras trabalhadas para frente e para trás e viradas. Como o
crochê hoje.
O final da década de 1840 – Como discutido neste post, as pessoas produziram
o método de renda de crochê irlandesa. Torna-se uma maneira de pessoas
empobrecidas ganharem dinheiro na Grande Fome da Batata Irlandesa. https://www.gazetadopovo.com.br/pino/feito-por-aqui/marca-curitibana-traz-pecas-de-decoracao-em-croche-tunisiano/

Leave a Reply

Your email address will not be published.